Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

Informa 06 (Fevereiro 2005)

AttachmentSize
it_6.pdf801.97 KB
Fecha: 
02/2005

 

  Sumário:

  • Formação: Bem-vindo ITED+
  • Novidades de Produto: Nova Gama de Mastro e Digidom I/V 7232+
  • Instalações Reais: Infias (Caldas de Vizela) - Guimarães +
  • Divulgação: Coluna equilibrada  +
  • Dica: Televisão no anexo e alimentador na sala +


  Bem-vindo ITED

A partir de 1 de Janeiro do presente ano todos os projectos de sistemas de Telecomunicações em Edifícios deverão seguir e cumprir as regras descritas no manual ITED.

A Televés como fabricante, líder, presente neste mercado há 25 anos congratulase com este facto. Tanto mais que parte das obrigações técnicas agora presentes no ITED fazem parte do rol de prescrições e conselhos que, no dia - a - dia, o Departamento de Assistência Técnica da Televés transmite aos seus clientes, o que por si só significa e comprova o patamar de desenvolvimento e o pioneirismo dos seus produtos e serviços.

Cabos Coaxiais:

O ITED servirá como regulador do mercado do Cabo Coaxial. A grande maioria dos cabos comercializados actualmente não cumpre com parte das especificações exigidas pelo regulamento. A necessidade de os Cabos terem obrigatoriamente que possuir uma percentagem de cobertura igual ou superior a 70% torna-se um elemento diferenciador que fará com que todo o cabo coaxial de má qualidade seja retirado do mercado.

Ao contrário do que se possa pensar e extrair do exposto no ITED nem mesmo todos os cabos com terminologia RG (RG6, RG 59 e RG11) cumprem esta especificação, o que poderá levar a alguns instaladores a verem a suas instalações não aprovadas só pelo facto de terem aplicado um cabo não conforme, apesar de a sua designação ser RG.

Como pode o instalador ter a certeza de que o cabo que vai instalar apresenta uma percentagem de cobertura de 70%? Tem duas possibilidades:

  • Calcula ele próprio a percentagem de cobertura
  • Ou confia no fabricante

Calcular a percentagem de cobertura de um cabo coaxial não está ao alcance da maioria, senão da totalidade, dos instaladores da nossa praça.

As variáveis em a ter em conta, para a fórmula final, são de difícil obtenção.

Estamos a falar de: diâmetro de cada fio da malha, número de fios da malha, número de cruzamentos, por polegada, entre grupos de fios, diâmetro do dieléctrico, etc….Por estas razões saber a percentagem de cobertura "olhando" apenas para o cabo é impossível.

Confiar no fabricante é a opção mais correcta. No entanto aqui é necessário fazer a devida distinção entre fabricante e importador/distribuidor. O fabricante, Televés, tem associados:

  • Nome, Tradição, Gama Completa de Produtos e Soluções.
  • Garantia de Fiabilidade e de Futuro.
  • Assistência: Antes, Durante e Pós- Venda

Torna-se fácil de perceber e entender que um qualquer cabo RG importa- do, sabe-se lá de onde, sem qualquer indicação, na embalagem ou na cobertura exterior, de qual a sua precedência, caso esteja instalado numa infraestrutura ITED que não cumpra com algum requisito, pode resultar num assumir, total e obrigatório, da responsabilidade pelo instalador ITED, o qual não terá de certeza por parte do importador/distribuidor o apoio que teria directamente por parte de uma marca fabricante e com 25 anos de mercado.

A Televés recomenda para a instalações ITED a aplicação de cabos da sua gama T100 ITED, sendo cabos com:

  • Condutor Central em Cobre
  • Dieléctrico em Polietileno Expandido
  • Velocidades de propagação superiores a 80%, essencial para as transmissões digitais
  • Malha em Cobre (16 x 8 x 0,11mm)
  • Percentagens de Cobertura superiores a 70 %
  • Coberturas de PVC Branco, para Interior. (Ref 2141 ITED)
  • PVC Branco LSFH, para Interior.Instalações que recebem público (Hospitais, Bancos, Centros Comerciais, Aeroportos, ...) (Ref 2151 ITED)
  • PE Preto, para aplicação no exterior (Ref 2155 ITED).

Tomadas em Estrela:

Passa a ser obrigatória a concepção de redes individuais em estrela. De um ponto central, no caso do ATI, sairão tantos cabos coaxiais quanto o número de tomadas TV que se desejam ver a funcionar de forma independente e simultânea. A tomada Televés mais aconselhada para esta montagem é a Ref. 5226, uma vez que, pelo facto de responder em frequência entre os 5 e 2400 MHz, garante o nível de qualidade recomendado, pelo ITED, para a Rede Individual NQ2b. Uma outra exigência, mínima, deste regulamento referese ao número de tomadas a instalar por fracção autónoma no modo residencial - 1 tomada por quarto, 1 tomada na sala, 1 tomada na cozinha. Como valores mínimos que são, estes poderão ser diferentes sempre e quando estiver em pensamento a melhoria do serviço a prestar ao utilizador final - dono da residência. Assim uma das grandes vantagens que resultam da utilização do ATI será a possibilidade de o cliente final poder seleccionar em que pontos da casa deseja dispor de sinal de TV (de modo temporário ou definitivo) e até mesmo dentro da mesma divisão escolher o melhor local para a colocação do televisor, desde de que o instalador tenha cumprindo uma das suas funções: apresentar a solução mais funcional e adequada ao cliente e em consequência desse exemplar pensamento tenha instalado mais do que uma tomada por divisão. Como se deve compreender, mais de que uma tomada por divisão não significa que as tomadas desse espaço ficarão na sua totalidade em funcionamento definitivo, mas sim que a qualquer momento se poderá desactivar uma e activar outra bastando para tal actuar junto das saídas existentes no ATI.

Índice



   Nova Gama de Mastro

No anterior número do IT realçamos o lançamento ao mercado da nova Gama de Amplificadores de Mastro. Cabe-nos agora apresentar as características técnicas de cada uma das Gamas de Amplificadores, assim como da Gama de Misturadores que partilha do mesmo tipo de chassis e cofre de exterior. Atente por favor em cada um dos quadros à respectiva Referência Antiga e qual a sua correspondência actual.

Misturadores Blindados
4040 - BI/FM-BIII/DAB-UHF(DC)
4041 - VHF - UHF - UHF (DC)
Amplificadores Mastro
ALTO GANHO
5356 - 1E/1S - BI/FM/BIII/DAB/UHF
5357 - 3E/1S - BI/BIII-FM-UHF
5358 - 4E/1S - BI/BIII-FM-UHF-UHF
5359 - 5E/1S - BI/BIII-FM-UHF-UHF2- UHF1
FI MIX
5350 - 3E/1S UHF-VHFmist.-FImist.
5351 - 4E/1S BI/BIII-FM-UHF-FImist.
5352 - 4E/1S UHF-UHF-VHFmist.-FImist.
5353 - 4E/1S UHF(1canal)-UHFmist.-VHFmist.-FImist.
5354 - 2E/4S UHF/ VHFmist.-FImist. 4Saídas

Índice

Digidom I/V 7232

Já disponível está o novo Digidom I/V , Ref 7232, agora com codificação do sinal de emissão até 16 possibilidades. Este equipamento permite o controlo remoto de equipamentos audiovisuais cujo comando se processe por infravermelhos. Assim de qualquer ponto de uma habitação conseguir- se-á comandar um dispositivo colocado num ponto fora do normal alcance do comando de infravermelhos.

A utilização deste equipamento aconselha- se ainda como única solução para onde existam situações de conflito originadas por prolongadores iguais accionados por comandos remotos também iguais. Com este prolongador Ref. 7232, é possível a co-habitação dentro da mesma zona de influência até um máximo de 16 equipamentos iguais.

Aconselhável para resolver situações de conflito (interferência) entre vizinhos possuidores de iguais equipamentos (como por exemplo receptores do operador: TV Cabo). Trata-se de um equipamento cuja a instalação está ao alcance de qualquer pessoa, cobrindo áreas de influência com diâmetros de 200 m.

Índice



Infias (Caldas de Vizela) - Guimarães

Numa moradia em Infias, concelho das Caldas de Vizela o nosso cliente Duoventila de Vila das Aves instalou o sistema Televés Integra e claro está, o sistema de recepção, amplificação e distribui- ção de todos os sinais TV. Do sistema de TV destacamos para além das 2 antenas terrestres, as 2 parábolas para recepção satélite, sendo uma de 600mm orientada para o Hispasat (TV Cabo) e a outra de 800mm com um LNB Monobloco permitindo a recepção dos cerca de 500 canais livres existentes nos satélites Astra e Hotbird.

Quanto ao sistema Televés Integra, este apresenta a particularidade de todos os "dispositivos Integra" serem interligados só e apenas pelo convencional cabo coaxial, o mesmo que é utilizado para a distribuição de sinais de TV.

O Kit Ref. 7630 instalado permite ao proprietário desta moradia usufruir para além dos serviços comuns de vídeo porteiro e telefonia interior, visualizar o canal de vídeoporteiro em qualquer televisor e responder num qualquer telefone da habitação abrindo a porta se o desejar.
O englobado serviço de Domótica e Controlo do Lar permite ao proprietário controlar qualquer dispositivo eléctrico a partir de um telefone interior assim como de um portátil de qualquer ponto do globo.

Quando premida a campainha do vídeoporteiro e se ninguém estiver presente na moradia é possível reencaminhar a chamada para 1 de 4 números pré-programados no monitor de vídeo de 5'' a cores.

A partir de um telefone ou telemóvel é possível aceder remotamente a todos estes serviços disponíveis na moradia. A qualquer momento a introdução de novos dispositivos Televés Integra na instalação é possível permitindo ao cliente final usufruir de serviços adicionais à medida.

Índice


Coluna equilibrada

Correm a ideia e o conceito, errados, de que os derivadores em conéctica "F", escalonados por atenuações de derivação sequenciais de 3 em 3 dB asseguram o melhor equilíbrio possível e necessário entre saídas de diferentes pisos.

Nada mais falso e irreal. O intrínseco escalonamento que possuem (11, 14, 17, 20, …dB) nasceu de uma necessidade dos Operadores de Cabo. As equipas de montagem e instalação, de baixa formação técnica, tão só teriam que garantir uma eficaz instalação do equipamento, cometendo o menor número de falhas possível. Desta forma, este tipo de escalonamento tornar-se-ia de mais fácil memorização sabendo o técnico instalador que tipo de derivador aplicar a um anteriormente já aplicado, não sendo necessário efectuar qualquer tipo de cálculo.

Ora, apesar de este método ser bastante expedito e prático, de maneira nenhuma, a conéctica "F", representa a melhor solução técnica para uma coluna de SMATV ou CATV de um edifício ITED, porque:

  • Uma coluna desenvolvida com este tipo de equipamento obriga a um maior nível de sinal de RF na entrada da mesma.
  • É necessário um maior número de referências para desenvolver colunas, comparativamente com os derivadores de tecnologia Easy "F" desenvolvida pela Televés.
  • Origina o produto em conéctica "F" maior desequilíbrio entre tomadas - diferença de níveis entre a tomada mais favorável e menos desfavorável.
  • Como se pode confirmar pelos cálculos abaixo, com apenas 4 referências dos produtos Televés Easy "F" consegue-se equilibrar todas as saídas referentes a um prédio de 10 andares.
  • Utilizando a conéctica "F" apenas se consegue desenvolver um edifício de 7 andares.
  • São produtos que limitam a rede de distribuição a 1GHz - NQ2a , enquanto os Easy "F" garantem uma largura de banda dos 5 aos 2400 MHz , superior ao NQ2b recomendado pelo ITED

Um técnico ou um projectista habilitados, conscientes de que as normas e as especificações que regem o regulamento ITED, sobretudo no que diz respeito ao equilíbrio entre as diferentes tomadas de uma instalação, são para cumprir, de certeza que reflectirão sobre estes evidências na altura de assumirem a responsabilidade sobre uma infraestrutura deste género.

 

Índice


Televisão no anexo e alimentador na sala

Num sistema de captação de sinais terrestres composto por amplificação de mastro e por um alimentador a colocar numa divisão da casa, caso exista a necessidade de passar um cabo coaxial directamente entre o mastro, que suporta as antenas, e uma tomada TV/FM existente num anexo ao fundo do jardim, como fazê-lo? Aparentemente parece não haver problema de maior, no entanto não nos podemos esquecer que vamos fazer uma divisão de sinais imediatamente depois da saída do amplificador e não a seguir ao alimentador como usualmente acontece. Ao colocar o repartidor na saída do amplifi cador devemos garantir que este possui passagem de corrente DC entre qualquer saída e a entrada e ainda que o sentido da corrente é o referido e não o inverso ou indiferenciado.

Para tal só utilizando repartidores da série 5435 (2 Saídas), 5436 (3S), 5437 (4S) ou 5438 (5S) se consegue solucionar a questão, acessórios dos quais qualquer instalador Televés se faz acompanhar no dia-a-dia. Caso este repartidor seja colocado no mastro, para a sua aplicação aconselha- se a utilização de uma cofre para exterior Ref 4177.


 

Índice

 

>

Televes
Televes Televes