Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

Informa 10 (Outubro 2005)

AttachmentSize
it_10.pdf926.89 KB
Fecha: 
10/2005

 

  Sumário:

  • Formação: O Erro da Logarítmica +
  • Novidades de Produto: Opções para FSM 400 e Torre 600 até aos 102 metros +
  • Instalações Reais: Centro Histórico de Bragança +
  • Divulgação: Entrada de Áudio no CDC  +
  • Dica: Despolarizar um LNB Universal +


  O Erro da Logarítmica

O novo regulamento de instalações colectivas, ITED, estipula um limite de desequilíbrio entre canais nunca diferente de ±2 dB.

É mau hábito e não tecnicamente aconselhável que a recepção dos canais hertzianos (terrestres) seja feita por antenas do tipo mista e mais propriamente logarítmica (típica antena “rabo de bacalhau”), sobretudo porque com a antena logarítmica é de todo impossível cumprir com os limites aconselháveis pelo ITED.

Comportamento Eléctrico

Uma antena de banda larga como é a logarítmica apresenta ganhos na recepção bastante inferiores comparativamente com as antenas estandardizadas a cada uma das bandas de recepção.

Queremos com isto dizer que enquanto um antena logarítmica em BIII (VHF) apresenta um ganho de 8 dB, uma antena optimizada à Banda III, por exemplo a Ref. 1291, quase que duplica a potência na recepção, à mesma banda, apresentando um ganho de 10,5 dB.

Outra vantagem da Ref. 1291 deriva do facto desta apresentar um diagrama de radiação mais direccional o que em certos casos resulta como melhor solução para minimizar os problemas de dupla imagem - Fantasma -.

Em UHF (canais 21-69) as diferenças são ainda mais evidentes. Uma antena como a DAT 45, Ref. 1095, apresenta ganhos que suplantam os 17 dB, correspondendo neste caso à recepção de 8 vezes mais potência do que uma antena Logarítmica.

Quanto à directividade a antena DAT 45 é bastante melhor do que a antena logarítmica.

Com um ângulo de abertura de aproximadamente 30º a DAT torna-se uma antena insuperável em directividade.

Bastante longe fica a típica antena logarítmica cujo ângulo de abertura é cerca de 120º, levando com isso a que esta antena deixe de ser aconselhada em zonas densamente urbanizadas e densamente arborizadas onde a probabilidade de ocorrerem reflexões é bastante elevada trazendo como consequência a dupla imagem.

Comportamento Mecânico

As antenas Televés são totalmente concebidas em alumínio possuindo parafusos em aço inox e garras indeformáveis e robustas. O alumínio garante por um lado a leveza da estrutura e por outro a durabilidade da mesma, sendo neste sentido garantia de uma instalação segura e funcional durante vários anos.

Grande maioria das antenas logarítmicas existentes no mercado, sendo antenas de gama baixa, são fabricadas com elementos em ferro e garras oxidáveis o que origina instalações com funcionamento instável fazendo depender este dos agentes climatéricos mais intensos - ventos e chuva -.

Numa instalação colectiva e sobretudo desde de Janeiro de 2005 em que o instalador mais do que nunca é responsabilizado pelo trabalho executado deverá ser cuidado do técnico minimizar ao máximo as reclamações decorrentes de uma instalação e assim todo o cuidado é pouco quando se define e instala um sistema de recepção colectivo para ondas hertzianas - Canais Terrestres.

Índice



  Opções para FSM 400

Os técnicos ITED e as Entidades Certificadoras, possuidores do modelo FSM 400 têm agora a possibilidade de acrescentar duas novas valências a este medidor, para além das três já possíveis 5905, 5908 e 5911:

FSM Data Logger - Ref 5910: Capacita o medidor para que este execute leituras automáticas de parâmetros previamente memorizados em 100 memórias disponíveis.

O técnico poderá estabelecer até 100 rotinas de leitura - MACROS - que o medidor executará de forma automática quando conectado a um ponto de sinal. Os registos são de seguida armazenados em memória para posterior edição em PC numa aplicação totalmente compatível com Excel. O medidor permite o armazenamento até 30.800 registos, o que na prática pode significar as leituras das 4 portadoras ITED (85, 750, 1000 e 2150 MHz) em 25 edifícios, possuindo cada um cerca de 300 tomadas.

MER+NIT - Ref 5913: Capacita o medidor para apresentação da listagem dos programas que compõem os transponders Digitais - NIT - proporcionando a respectiva informação NID.

Torre 600 até aos 102 metros

A família de torres Televés foi recentemente reforçada pela possibilidade de a Gama 600 poder alcançar os 102 metros de altura.

Composta por 34 lanços, alternados entre o branco e o vermelho, este modelo é de aconselhável utilização em pontos de teste e de medida para onde se prevejam a instalação de Parques Eólicos, sendo de fácil transporte e com possibilidade de reutilização.

Cada lanço é constituído por três tubos verticais de 70 mm de diâmetro unidos e reforçados por tirantes de diâmetro de 18 mm, formando um prisma com uma base triangular de 60 cm de lado. A estrutura convenientemente montada de acordo com as recomendações do manual suportará ventos de 176 Km/h.

Índice



Centro Histórico de Bragança

Desde o passado mês que o centro Histórico de Bragança está dotado de uma rede de distribuição própria de sinais de TV e Rádio em mais de 70 fogos. A rede de distribuição está equipada com amplificadores telealimentados (Ref. 4513) pela fonte de alimentação (Ref. 5456) e equipamentos de distribuição da série intempérie Televés. A central está dotada dos 4 Canais Portugueses e 4 Canais Espanhóis tratados pelos processadores analógicos Ref. 5096, 1 amplificador monocanal para FM (Ref. 5082), e serviço TV Cabo disponibilizado pelos 9 TDT's (Transmoduladores Digitais QPSK-QAM) recomendados pelo operador. Todos estes equipamentos configuráveis podem ser controlados localmente ou via remota através do já conhecido conjunto CDC (Ref. 5052) e Modem (Ref. 5839).

A amplificação está a cargo do amplificador híbrido Ref. 4512.

A recepção terrestre é feita por 1 antena (Ref. 1191) para o canal 1 (VHF), 2 antenas DAT 45 (Ref. 1095) para os restantes 3 canais portugueses e os 4 canais espanhóis, e uma antena (Ref.1201) para FM. A recepção de satélite está a cargo de 1 antena de 1100mm (Ref. 7572) e um LNB colectivo (Ref. 7477) para o serviço TV Cabo.

Toda a rede de distribuição foi projectada pelo departamento de Assistência Técnica da Televés assim como a concepção e montagem do Bastidor da central de amplificação. A instalação foi realizada pela empresa CDN, parceiro TLCI em Bragança, devidamente apoiado na Assistência Técnica.


 

Índice


Entrada de Áudio no CDC

O módulo Controlador de Centrais, CDC, responsável pela gestão remota ou local de um conjunto de dispositivos T05, gera um canal de informação de 4 páginas editáveis que passam sequencialmente com um período de tempo definido pelo utilizador. Na sequência destas páginas poderão ser apresentadas as páginas de informação relativas ao estado de funcionamento de cada um dos dispositivos T05 que estão sob o controlo do CDC - Ref 5052.

Agora o CDC já possui entrada de áudio, solicitação do mercado à qual a Televés acedeu com prontidão. Nesta entrada poder-se-ão injectar sinais de áudio provenientes de leitores de CD ou de Rádio que servirão de música de fundo à útil informação passada pelo canal do CDC.

 

Índice


Despolarizar um LNB Universal

Os satélites comerciais que transmitem sinais de TV e Áudio geralmente emitem em duas polaridades diferenciadas: Vertical e Horizontal. Uma das dúvidas mais frequentes que surge quando se procede à instalação de um LNB é se o mesmo está ou não bem despolarizado. A análise espectral de uma das bandas de satélite, por exemplo para o Hispasat a Vertical Alta, ajuda definitivamente no melhor ajuste da polaridade de um LNB.

Marcando a frequência intermédia nos 1412 (12012-10600) MHz, alimentando o LNB Universal a 13V+22KHz, correspondendo ao transponder 12012 Vertical Alta deve-se rodar o LNB gradualmente até que o transponder apresente o Máximo de nível.

Como confirmação da correcta despolarização aconselha-se de seguida a alimentação do LNB a 17V+22KHz confirmando na análise espectral se o transponder 1412 desapareceu na totalidade.

 

Índice

 

Televes
Televes Televes