Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

Informa 14 (Junho 2006)

AttachmentSize
it_14.pdf1.01 MB
Fecha: 
06/2006

 

  Sumário:

  • Formação: Amplificação T05 no ATE SUP +
  • Novidades de Produto: Suporte Multisatélite - Multiantena +
  • Instalações Reais: Castro Marim Golf +
  • Divulgação: Novas potencialidades para o FSM 500 +
  • Dica: Como obter um serviço telefónico da rede fixo e GSM na mesma instalação utilizando o sistema Integra +


Amplificação T05 no ATE SUP

O ITED no que diz respeito ao equilíbrio de sinais de MATV e CATV nas tomadas do cliente é claro: ±2 dB de tilt máximo entre os 85 MHz e os 750 MHz. Por outras palavras, numa determinada tomada não se admitem diferenças entre canais superiores a 4 dB. No entanto sabemos que a excelente qualidade de um sinal de televisão não depende somente da Potência de Sinal (dBμV) que o mesmo possa ter na entrada do sintonizador de TV. Outro parâmetro bastante importante e que contribui enormemente para uma boa imagem de televisão é a chamada Relação Portadora/Ruído (dB).

Esta relação compara em valores absolutos as potências da portadora que transporta o sinal de vídeo com a potência do ruído envolvente à mesma (C/N).

Ao dimensionar-se um sistema de amplificação e tratamento de sinais SMATV dever-se-á tentar obter a melhor relação Portadora/Ruído possível, não existindo neste capítulo nenhum limite máximo, sendo o limite mínimo de 38 dB (Quadro 1).

Vários processos existem para tratamentos dos sinais de SMATV recebidos via terrestre ou satélite. Qual o que deverá ser numa ITED? A Televés propõe 3 soluções:

Processador T05 Dispositivo, Ref 5096, que permite o tratamento selectivo de um canal analógico ou digital compreendido entre os 46 e os 862 MHz (VHF+UHF). Dever-se-á instalar um módulo, por cada canal a tratar em ITED Colectivas. O seus ajuste e calibração são totalmente ágeis podendo ser efectuados por qualquer técnico ITED com a ajuda de um programador específico ou recorrendo a uma aplicação informática disponibilizada pela Televés. Várias são as características que tornam este produto como a solução de eleição para qualquer ITED:

C.A.G.: Controlo Automático de Ganho para o sinal de entrada. Qualquer alteração do nível de sinal de entrada, pontual e aleatória, que ocorra na entrada deste dispositivo, não é reflectida para a saída, garantindo-se assim estabilidade dos níveis de sinal em qualquer tomada da ITED independentemente de alterações climatéricas, de propagação, ou outras. A margem dinâmica, do CAG, neste dispositivo é de 30 dB.

Selectividade: Parâmetro directamente ligado ao valor da Relação C/N final conseguida na saída do mesmo. Como durante o processo de tratamento, o canal desejado é convertido para uma Frequência Intermédia, e essa passa por um filtro de elevada selectividade, é de todo impossível que durante o processo passe pelo processador algum ruído complementar e não desejável. Assim consegue-se que o sinal na saída do processador esteja isento de ruído e por conseguinte podem-se atingir valores de C/N superiores a 58 dB.

Agilidade e Controlo Total: Graças à utilização de um programador especifico (Ref. 7234) ou recorrendo a uma aplicação informática, o processador poderá ser totalmente configurado em obra (Freq. de entrada, Freq. de Saída, Nível de Saída, Relação Vídeo/Áudio,…) nunca colocando em causa o valor final da C/N. Torna-se assim um equipamento universal e aplicável em qualquer ponto do país sem necessidade de se conhecer antecipadamente quais as frequências do emissor terrestre que serve a zona onde se situa a ITED.

Amplificador Monocanal T03 Dispositivo a colocar um por cada canal a instalar, com diferentes referências dependendo se tratar de canais de UHF ou VHF, com aplicação em ITED Colectivas e Individuais.

Garante valores de selectividade, na grande maioria dos casos, suficientes para se cumprirem os mínimos de C/N para uma ITED. São excepção as instalações onde se pretendam tratar canais terrestres adjacentes. Neste caso a solução passa por recorrer sem dúvida a uma instalação com Processadores T05.

A frequência de resposta do amplificador monocanal é ajustada em fábrica, cabendo ao instalador ITED saber antecipadamente quais as frequências do emissor terrestre que serve a zona onde se situa a ITED.

O ajuste do nível de saída é efectuado em obra pelo técnico recorrendo a um potenciómetro que se encontra no painel frontal do equipamento, até um valor máximo de 120 dBμV.

Central AVANT

  • Dispositivo, que garantindo certa selectividade, é de bastante praticabilidade e de útil aplicação numa ITED Individual.
  • É um equipamento único capaz de tratar de forma selectiva 10 canais de UHF através de 3 entradas.
  • As bandas de FM, VHF e FI possuem também entradas independentes com os respectivos filtros.
  • Garante bons valores de C/N na saída sempre e quando os ruídos parasitas entregues pela antena não apresentem valores elevados. Apesar de as entradas serem de banda corrida possibilita o equilíbrio e a equalização desejados entre canais.
  • A sua agilidade de programação e ajuste torna-a compatível e universal para instalações em qualquer ponto do território nacional.

Centrais e Centralinas de Banda Larga

  • Dispositivo, incompatíveis com instalações ITED.
  • Possuem entradas corridas em banda, sem nenhum tipo de filtragem canalizada.
  • Não garantem eliminação dos ruídos parasitas.
  • Não possibilitam a equalização e filtragem canalizada de cada um dos canais a colocar numa ITED.

 

Índice



Ref. 7120

Para satisfazer os mais exigentes consumidores de emissões via-satélite a Televés apresenta ao mercado o Receptor de TV Satélite Digital, Ref 7120. Apresenta como principais características este receptor:

  •  DiSEqC 1.2 para sistemas móveis com motor Ref 7518
  • Relógio
  • Controlo de Acesso
  • Teletexto e Legendas
  • Menu em vários Idiomas
  • Edição até 8 listas de canais favoritos
  • Lista de canais actualizada em 21 Satélites
  • Transferência de software e lista de canais de receptor para receptor
  • Actualização de software e lista de
  • canais por RS-232C
  • Quatro jogos (Tetris, Gobang, Snake e
  • Boxman)
  • Memorização do último canal visualizado
  • Display alfanumérico de 4 dígitos
  • Apresenta Mosaico (2 a 16 programas)
  • EPG (Electronic Program Guide)
  • Função Retorno
  • Função Temporizador
  • Função Pausa e Zoom
  • Saída SPDIF (tipo RCA)
  • Saída de vídeo - RGB ou CVBS

Índice



Castro Marim Golf

O empreendimento algarvio Castro Marim Golf implantado numa área de 210 hectares situa-se a 5 Km de Espanha e numa 1ª fase o equipamento de Recepção e Amplificação habilitará 55 moradias e um Club House.

Posteriormente será alargado para mais 250 moradias e Hotel. Toda a rede de distribuição foi idealizada pelo departamento de Assistência Técnica da Televés e instalado pelo cliente Luís Manuel Afonso Cavaco.

A central de amplificação colocada em armário Rack, T05, está dotada de 9 Canais Terrestres, 4 Portugueses e 5 Espanhóis (Ref. 5096), 12 Canais Digitais de Satélite (Ref. 5079), e amplificação de 8 polaridades de FI (Ref. 5080) para distribuição em FI dos 2 Satélites Astra 28,2º e Astra 19,2º.

Qualquer moradia tem acesso aos mais de 20 Canais RF nas tomadas e através da ligação de um receptor digital de satélite acede-se aos canais disponibilizados pelos 2 satélites atrás referidos.

A rede de distribuição em FI foi instalada com os comutadores MULTIMAT (Ref. 7101 a 7110) necessitando-se para toda a rede de distribuição cerca de 4km de cabo de ½' (Ref. 2140) e 10km de cabo TR165, Ref.2149. Foram necessários 24 amplificadores de FI, (Ref. 5317) e 7 amplificadores de linha MATV/CATV (Ref. 4512).

Índice



Novas potencialidades para o FSM 500

O utilizadores do FSM 500 podem actualizar, gratuitamente, os respectivos medidores com duas novas potencialidades:

SCAN & LOG

Função que automatiza a análise da banda terrestre. Esta função permite de forma automática e identificar se um canal é analógico ou digital e armazenar num "LOG", as medidas que caracterizam os referidos canais.

Através desta função, o FSM 500 realizará um varrimento de todo o espectro terrestre e identificará automaticamente os canais cujo nível supere o limite indicado pelo utilizador.

Quando se executa um SCAN&LOG ajusta-se o nível de busca de canais entre 40 e 120 dBμV.

O equipamento é capaz de discriminar entre canais analógicos e canais digitais, e desta forma o utilizador poderá escolher três tipos de SCAN a efectuar:

Analógico: realizará as medidas unicamente nos canais analógicos. As medidas que registará por canal são: Nível, C/N e V/A.

Digital: identificará unicamente os canais digitais COFDM e realizará as medidas de Potência, C/N, BER e MER (sempre que o medidor tenha activa a opção 5912).

Analógico + Digital: identificará tanto os canais analógicos como os digitais COFDM e fará as medidas segundo corresponda. Se se tratar de um canal analógico medirá nível, C/N e V/A. Se se tratar de um canal digital COFDM medirá Potência, C/N, BER e MER (sempre que o medidor tenha activa a opção 5912).

O equipamento propõe um nome de SCAN&LOG automaticamente.

Quando o SCAN&LOG tenha terminado podemos visualizar os resultados no medidor e descarregar no PC utilizando a aplicação FSM Management, na qual se poderão processar e gerar relatórios.

250 Memórias

Até agora um utilizador podia armazenar até um máximo de 100 configurações diferentes no medidor (Memórias).

Este valor foi ampliado para um limite de 250 para dotar o equipamento de maior flexibilidade e capacidade.

Também o limite do número de medidas por macromedida foi ampliado para 250.

Assim cada macromedida pode ter até 250 medidas, que se podem fazer corresponder com 250 memórias se se tratarem de medidas "simples".


 

Índice


Como obter um serviço telefónico da rede fixo e GSM na mesma instalação utilizando o sistema Integra

O sistema Televés Integra disponibiliza entre muitos outros serviços a possibilidade de efectuar desvios da chamada do Vídeo Porteiro, Ref.7647 para qualquer um de 4 nºs prédefinidos no sistema.

Com os desvios activos, estes serão sempre realizados na sua grande maioria para telefones móveis, e daí, a vantagem da rede telefónica ligada ao GIC ser também móvel.

Para se ligar uma rede móvel ao Televés Integra, ter-se-á que utilizar um Interface GSM, que como características gerais terá de gerar à saída uma linha de telefone analógica.

Com a versatilidade do Televés Integra podemos então ligar o GIC, Ref. 7622 à rede móvel, através do Interface GSM, com respectivo cartão SIM do operador. Se a instalação estiver dotada de pelo menos dois terminais de serviços, Ref. 7621, poder-se-á conectar um à rede fixa, e outro, à rede móvel, com o objectivo de se ter presente, duas redes (móvel+fixa) na mesma habitação (como na figura) graças à agilidade permitida no ATI. Na inexistência de qualquer ligação à rede fixa, poder-se-á ligar todo o sistema ao interface GSM.


 

Índice

 

Televes
Televes Televes