Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

Informa 15 (Agosto 2006)

AttachmentSize
it_15.pdf1000.89 KB
Fecha: 
08/2006

 

  Sumário:

  • Formação: Frequências Piloto nas ITED +
  • Novidades de Produto: Suporte Multisatélite - Multiantena +
  • Instalações Reais: Silva - Barcelos +
  • Divulgação: TVHV Cat 3 +
  • Dica: Como misturar canal modulado pela Set Top Box Amino (CLIX Triple Play) com a rede MATV de instalação?


Na coluna 2141 ITED!

As frequências piloto de uma ITED cujos valores devem ser verificados e registados para posterior certificação da instalação são as de: 85, 750, 1000 e 2150 MHz.

Da qualidade aferida para estas 4 portadoras dependerão os níveis de qualidade da instalação-NQ2a se a instalação cumprir para as frequências 85 e 750 MHz e NQ2b se a instalação cumprir para as frequências 1000 e 2150 MHz. Os principais agentes implicados numa ITED - Projectista, Instalador e Certificador - devem saber correctamente identificar cada uma destas frequências e também conhecer o respectivo posicionamento na banda correspondente. Os 85 MHz não correspondem directamente a nenhuma das bandas de frequências normalizadas para radiodifusão de sinais de TV e Rádio em Portugal. Os 85 MHz pertencem a uma Sub-Banda posicionada entre as bandas BI (47-68 MHz) e BII (87,5-108 MHz) sem nenhum tipo de serviço em redes coaxiais.

Dadas estas indefinições, são frequentes as dúvidas sobre em que saída da tomada coaxial se deve medir os valores da portadora dos 85 MHz. Esta frequência está muito próxima do limite inferior da banda II, ou seja, o FM.

Assim, sempre e quando a tomada apresentar uma saída independente para o sinal de rádio FM os 85 MHz deverão ser aí medidos.
Os 750 MHz, segunda portadora piloto NQ2a, corresponde a um canal de UHF, limite superior do 55, Banda V. Neste caso não devem existir dúvidas quando à sua medida: realiza-se na saída de TV da tomada.

As portadoras dos 1000 e 2150 MHz pertencem à Banda Intermédia de Satélite chamada genericamente de F.I. (frequência intermédia) que tem o seu início nos 950 MHz e termina nos 2400 MHz. A medida destas deverá ser efectuada na saída correspondente ao Satélite (SAT).

A cada um dos intervenientes na ITED cabe a responsabilidade de actuar de acordo com o especificado atrás. Ao Projectista corresponde o cálculo da rede e respectivas atenuações com base nas especificações apresentadas pelo fabricante para cada uma das frequências piloto. Ao Instalador corresponderá cuidar dos pormenores de aplicação dos equipamentos não menosprezando o acabamento final da mesma: as tomadas deverão ser embelezadas com um espelho cujas serigrafias apresentem correspondência real com as bandas presentes em cada uma das saídas. Ao certificador compete comprovar na prática os cálculos projectados discernindo e diferenciando correctamente os pontos de medida de cada uma das portadoras piloto.

A Televés disponibiliza e propõe para aplicação nas ITED as seguintes tomadas terminais as quais apresentam nas respectivas saídas as atenuações (dB) assinaladas às frequências piloto:

  • 5226: Tomada separadora 5-2400 MHz TV/FM- SAT NQ2b
  • 5232: Tomada separadora 5-1000 MHz TV-FM NQ2a
  • 5246: Tomada separadora 5-2400 MHz TV-FM- SAT NQ2b
  • 5213: Tomada separadora 5-1000 MHz DATA - TV NQ2b

Índice



Suporte Multisatélite - Multiantena

Como solução universal para sistemas de recepção multisatélite, a Televés apresenta um suporte para 2 LNB's compatível com antenas offset de 1000, 1100, 1200 mm de diâmetro. Trata-se de um dispositivo para fixação de 2 LNB's com possibilidade de afastamento gradual entre LNB's capacitando desta forma o sistema para a respectiva captação simultânea de dois satélite espaçados de 6,2º (Astra e HotBird por exemplo ). Consegue-se com uma só referência - 7592 - cobrir as necessidades do mercado para sistemas multisatélite de 1m; 1,1m e 1,2m.

Índice



Silva - Barcelos

Em Silva, localidade do concelho de Barcelos, um conjunto habitacional de 11 fracções (5 moradias+6 apartamentos) está servido por uma rede de SMATV NQ2b (5-2400 MHz). O conceito da instalação passou pela distribuição de:

  • 4 Polaridades em frequência intermédia através da aplicação do Sistema MULTIMAT.
  • 4 Canais terrestres + FM com tratamento selectivo monocanal no sistema T03.

Desta forma, em pelo menos uma tomada de cada fracção, o utilizador final, através da utilização de um receptor digital, terá acesso a todos os canais livres de um satélite. Nas restantes tomadas estarão presentes todos os restantes canais terrestres ou outros que entretanto possam vir a ser modulados até aos 862MHz. A instalação, concebida pela Televés, foi instalada pela Electro Eiras, cliente da Electro Quintas.

Índice



TVHV Cat 3

As ITED deverão apresentar infra-estruturas de par de cobre na coluna com nível de qualidade mínimo NQ1a. A este nível de qualidade corresponde a categoria 3 em pares de cobre.

Que cabos utilizar neste particular? Como recomendado, e indo ao encontro do objectivo do manual ITED os cabos a aplicar neste particular deveriam ser UTP ou FTP de Cat5 ou superior. No entanto e por razões económicas e porque o próprio manual o permite, podem ser aplicados cabos de Cat3. Coloca-se então a dúvida de quais são os cabos de categoria 3. No caso da Televés esses cabos são as Ref:

  • 2176 Cat3 25 pares
  • 2177 Cat3 50 (25+25) pares
  • 2178 Cat3 75 (25+25+25) pares
  • 2179 Cat3 100 (25+25+25+ 25) pares
     

Estes são TVHV porque se compõem de: Condutor em cobre macio de 0,5mm (24 AWG) - TV ; Blindagem em lâmina de alumínio e poliéster -H ; Cobertura exterior em PVC - V.

O total de pares aplicar na coluna está directamente relacionado com o total de fracções autónomas a servir (4 pares por cada) adicionado de 20% como pares de reserva. Este total nunca deverá ultrapassar os 40 pares. Acima de 25 pares os cabos Televés são compostos por grupos cintados de 25 pares sendo apresentados no mercado como cabos de Coluna Cat3 com um número de pares múltiplo de 25.

Índice


Como misturar canal modulado pela Set Top Box Amino (CLIX Triple Play) com a rede MATV de instalação?

O cliente, através do Router disponibilizado pelo operador, ligará a sua STB através do cabo UTP, Ref. 2196.

O serviço fica apenas disponível no televisor onde fisicamente está instalada a STB.

Existe a possibilidade de aproveitar a tomada de TV daquela divisão da habitação para fazer o retorno do sinal, já que a STB possui modulador próprio.

Seria de todo conveniente que a partir de qualquer TV fosse possível controlar a STB pelo telecomando, principalmente para sintonização de outros canais.

Para tal propomos a utilização do prolongador IR por cabo coaxial, Ref.7605.

Ao amplificar o canal modulado com um amplificador vulgar para MATV, este não permite a passagem dos 14.7 MHz utilizados pelo prolongador.

Resolvemos facilmente o problema ao colocar um amplificador para CATV que seja passivo na banda de retorno (5 - 65MHz) como é o caso do amplificador Ref. 5520 utilizado normalmente para redes de TV por cabo. O prolongador é capaz de suportar distâncias superiores a 2 Km com cabo coaxial Tipo T100.

Índice

 

Televes
Televes Televes