Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

Informa 30 (Fevereiro 2009)

AttachmentSize
it_30.pdf1.03 MB
Fecha: 
02/2009

  Sumário:

  • Divulgação: TDT em Portugal +
  • Perguntas Frequentes: Que características deverá possuir o condutor de ligação à terra dos descarregadores (DST)? + 
  • Novidades de Produto: Amplif. de Mastro Selectivo 1In/1Out +
  • Fotos curiosas: Qual corresponde ao 3º Esq. ? +
  • Dica: Como aceder a mais de 500 canais livres +
  • Instalaciones reales: Edifício “Águia” - Ilha de Santiago +
  • Formação: FAQ TTC14 +

 

TDT em Portugal

O início das emissões da TDT em Portugal está previsto para o dia 29 de Abril de 2009.
Está disponível em www.televes.com um contador decrescente para esta data, no intuito de criar uma secção na nossa página WEB, secção Portugal, para esclarecimentos e apresentação de soluções para a nova TDT.
As soluções apresentam-se ao nível das instalações novas e existentes, e, com casos práticos no sentido de dotar as instalações com o sinal da TDT e fazer com que o respectivo sinal chegue às

 

 
tomadas com o máximo de qualidade.
Para além do aumento dos serviços disponíveis, a razão pela qual se

 

pretende substituir as actuais emissões analógicas prende-se com a superior qualidade de som e imagem das emissões em TDT. Se não se garantir qualidade nas instalações e nos seus equipamentos instalados para quê mudar para a TDT? Pretendemos assim que encontre nesta secção as melhor es soluções a aplicar e fundamentalmente a razão da sua aplicabilidade.
Poderá também encontrar nesta secção a tabela dos canais de emissão da TDT em Portugal Continental e nas Regiões Autónomas

Indice

  Amplif. de Mastro Selectivo 1In/1Out


Dois tipos claros de aplicação poderemos dar a este mais recente amplificador de mastro.
A primeira resulta naqueles casos em que foi aplicada uma antena Mista, ref 1096, e , consequência natural de qualquer antena mista, os sinais de VHF apresentam-se na saída da antena com valor superior aos de UHF. Com o 5362 o instalador será capaz de nivelar correctamente nos pontos finais de recepção – tomadas – os sinais de VHF com os de UHF graças aos ajustes independentes

   
por banda que o amplificador possui.
 

Outra aplicação típica será a futura recepção dos Sinais Digitais Terrestres. Estando aplicada uma antena Mista ou até mesmo uma antena de UHF na entrada deste amplificador, o facto de este possuir a banda de UHF cortada em duas sub-bandas, seleccionadas pelo instalador, permitirá o independente e necessário ajuste dos níveis dos sinais de televisão Analógica (UHF1) e dos sinais Digitais (UHF2) apesar de estarem a ser recebidos pela mesma antena
 
  

Indice

       

Que características deverá possuir o condutor de ligação à terra dos descarregadores (DST)?

Pelo ponto 559.4 do RTIEBT, retiramos que: O mastro da antena e demais elementos metálicos colocados no exterior devem satisfazer a uma das condições seguintes:
a) Serem interligados com o sistema de protecção contra descargas atmosféricas directas, quando o edifício for dotado deste sistema de protecção;

  b) Serem ligados ao eléctrodo de terra do edifício por meio de um ligador de terra adequado, quando não existir sistema de protecção contra as descargas atmosféricas directas.
Em qualquer dos casos, a secção mínima dos condutores a utilizar não deve ser inferior a 16 mm2, se de cobre, a 25 mm2, se de alumínio ou a 50 mm2, se de ferro
 



Indice

Qual corresponde ao 3º Esq. ?
Parece que nem mesmo o “técnico” que instalou este sistema de vídeo-porteiro será, futuramente, capaz de identificar qual o fio que corresponde ao botão de pressão do …3ºEsq. Se já existe um sistema como o Televés Integra em que para um sistema colectivo basta apenas um Cabo Coaxial ÚNICO para interligação de todos os apartamentos, sendo esse cabo o mesmo da instalação colectiva de TV, para quê complicar a vida?  

 


 

Indice

Como aceder a mais de 500 canais livres de satélite de 3 posições orbitais distintas apenas com 1 antena?

Conhecida pela sua qualidade, rapidez e facilidade de montagem é possível com a antena Offset de Alumínio de 900, Ref. 7599 aceder a mais de 500 canais livres dos satélites Atlantic Bird 3 [5.0°W], Eutelsat W3A [7.0°E] e Hot Bird 6 [13.0°E].
Com a instalação do suporte Multisatélite em Alumínio na Antena, 1 LNB Universal, Ref. 7475 e de 1 LNB Monobloco,

 


Ref. 7611 é possível é possível aceder aos canais das 3 posições orbitais.
A possibilidade de configuração do comutador DiSEqC, Ref. 7269 em comportar LNB’ s Monobloco permite canais livres como é o caso do Receptor Satélite Digital

 

 SLIM con modulador, Ref. 7118.
Os canais disponíveis são mais de 570 destacandose os principais canais Franceses, os canais Italianos da RAI, 4 canais em língua oficial Portuguesa (TP de Angola incluída), canais de moda, desporto, os principais canais Alemães e os conhecidos canais de informação em inglês.
Poderá consultar a lista completa em: www.televes.com/portugues/noticias/pdf/ANTENA_7599.pdf

Indice

Edifício “Águia” - Ilha de Santiago

O Cliente e distribuidor Televes para a Cidade da Praia, em Cabo Verde, Sr. Semedo da empresa Semedo & Brito instalou e ajustou toda a infra-estrutura de telecomunicações do Edifício Águia.
          
Trata-se de um edifício de 9 pisos onde pontuam 15 apartamentos com 6 tomadas TV/FM-SAT cada um.
Foi desenvolvida uma rede coaxial 5 – 2400 MHz de um só cabo neste edifício colectivo trazendo como principal vantagem o disponibilizar, a qualquer morador do edifício, em qualquer uma das tomadas, sinais em Frequência Intermédia (FI) de Satélite. No caso estes sinais de FI pertencem ao Hispasat e mais propriamente a um operador DTH, sendo processados em 3 processadores triplos da série T05.
Para além do pacote DTH os utilizadores têm também disponíveis os 6 canais terrestres existentes neste momento na Cidade da Praia (RTC, RTP Africa, TV5, Rede Record, CNN, Tiver) futuramente a Noss TV será também uma realidade neste edifício

Indice

 

FAQ TTC14 – A pergunta frequente há muito aguardada!
No passado mês de Dezembro a ANACOM emitiu a FAQ TTC14 dedicada aos sistemas de terras para as infra-estruturas de telecomunicações em edifícios.

O artigo pretende esclarecer os problemas relativos às descargas atmosféricas, interferências e implementação prática da rede de terras de forma a proteger as pessoas, os equipamentos, os próprios edifícios e reduzir o ruído eléctrico.
De forma a atenuar estes problemas, o sistema de terras dever-se-á projectar tendo em consideração os efeitos do ruído, potencial de terra, campos electromagnéticos, correntes em modo comum e da protecção contra descargas atmosféricas.
No que respeita à protecção contra descargas atmosféricas esta será efectuada através de sistemas de páraraios instalados nos edifícios. Caso não existam, os sistemas de antenas deverão estar preparados para este tipo de protecção.
Contra descargas atmosféricas o descarregador atmosférico 90V, Ref.4947 permite a protecção das pessoas, dos equipamentos e edifícios. O descarregador interrompe a ligação coaxial por intermédio do explosor interno e efectua a descarga pelo condutor de terra instalado para o efeito de acordo com a figura 1.
A sua aplicação deve passar tanto pelas instalações de antenas terrestres como de satélite uma vez que a gama de frequências de funcionamento é dos 0 aos 3000MHz. Permite passagem de corrente para sistemas de pré-amplificação e LNB’s, e as perdas de inserção
 

 
são insignificantes (0,1dB), possibilitando ainda uma substituição de cartucho em caso de descarga.
Assim numa situação de descarga atmosférica a tensão de descarga é feita a partir dos 90 V, recomendandose  uma extensão mínima de 2,5mt de cabo
  coaxial até ao primeiro elemento activo.
Sendo um equipamento concebido para resistir a intempéries pode ser instalado no exterior, directamente na garra da antena de acordo com a foto.
Assim basta retirar o parafuso do terminal de terra e enroscar o descarregador directamente na respectiva garra recomendando-se a aplicação de protecções plásticas nas fichas F, Ref.4306 (Ficha F+Protecção).
Na figura é apresentado um esquema de terras para um edifício colectivo de acordo com as novas indicações da Faq TTC14
 

Indice

Televes
Televes Televes