Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

Informa 32 (Junho 2009)

AttachmentSize
it_32.pdf1.35 MB
Fecha: 
06/2009

  Sumário:

  • Divulgação: Detecção auto. de parâmetros DVBS2 +
  • Perguntas Frequentes: Pretendo sinal apenas da TDT. Tenho de me preocupar com o sinal analógico? + 
  • Novidades de Produto: Avant HD. Bolsa intempérie H45 +
  • Fotos curiosas +
  • Dica: Internet para a Consola na Tomada Coaxial ? +
  • Instalaciones reales: Hotel Vila Galé Lagos +
  • Formação: Finalmente a Televisão Digital Terrestre Livre +

 

Detecção auto. de parâmetros DVBS2

A maior procura de banda larga que os novos serviços de alta definição exigem faz com que os operadores, cada vez mais, utilizem a nova norma de transmissão por satélite denominada de DVBS2.
Os potentes algorítmos de correcção de erros (LDPC +BCHBER) obrigaram à procura de um parâmetro que caracterize completamente a instalação, à semelhança do que acontece com o CBER para os sinais DVBS.
Nasceu assim o “Link Margin”, como medida de segurança ou distância para garantir uma correcta recepção de sinal, medida que começa a ser uma referência no sector e que é utilizada tanto na série FSM como na H45.
Sem que o instalador se preocupe com a programação de qualquer parâmetro, o H45 estimará em segundos a velocidade de símbolo e todos os parâmetros necessários para desmodular o sinal indicado.
 

 

 

 


O H45 converte-se assim no primeiro medidor de campo capaz de desmodular e medir o sinal DVBS2 de forma totalmente automática e sem necessidade de programar qualquer parâmetro.
Detecção automática de parâmetros DVBS2
Como se pode observar na figura, além da dita informação aparece também na parte inferior o tipo de

 

constelação, assim como uma importante informação sobre a presença dos pilotos. Este parâmetro é utilizado pelos receptores para a sua correcta sincronização e a norma para constelações 8PSK recomenda o seu uso. Neste caso o seu H45 avisará a vermelho o incumprimento da norma.
Estas novas funcionalidades, em combinação com o SCAN&LOG, permitem detectar, medir e armazenar toda a banda de FI em pouco tempo e sem necessidade de programar qualquer parâmetro.
O H45 com processamento digital é uma ferramenta inteligente capaz de estimar todos os parâmetros que necessita para medir qualquer sinal, armazenar as medidas e processá-las em ecrãs com indicadores gráficos de qualidade (Quality Checkmarks) H45 com processamento digital. Tecnologia de Vanguarda colocada à disposição do instalador

Indice

  Avant HD


A nova Central Avant HD, Ref. 5328 terá a difícil tarefa de superar o sucesso da central de amplificação analógica/digital programável Avant 5. Assim a sua sucessora Avant HD aplicar-se-á igualmente tanto em moradias unifamiliares como em sistemas colectivos e caracteriza-se pela facilidade da instalação, programação simples, elevado ganho, programação externa, alimentação de baixo consumo e elevada flexibilidade de configuração.
Possui 3 entradas de UHF programáveis, às quais se podem associar filtros em função dos canais que se recebam por cada uma das antenas. Em qualquer dos filtros é seleccionável qualquer canal de 21 a 69 com uma largura de banda de 1 até 5 canais.
Os níveis de saída dos filtros equilibram-se automaticamente com uma certa compensação na banda.
Existe agora uma maior

 

flexibilidade quanto às  configurações dos filtros de  entrada que vêem proporcionar mais 2 configurações possíveis, totalizando um total de 5 (ver tabela) que desta forma se adaptam à inclusão dos sinais da televisão digital terrestre.
A entrada BI/BIII/DAB também dispõe dum sistema automático de alimentação capaz de suportar curtos-circuitos.
Tanto na entrada de FM como na de BI/BIII/DAB o ganho regulase por meio dum atenuador automático.

 

A central dispõe de uma entrada para a banda toda, antes da amplificação, destinada a possíveis expansões do sistema, como a inclusão dum equipamento de recepção satélite, CCTV, etc… A inclusão na central de uma amplificação na banda de 950 a 2.150 MHz, de ganho compensado na banda, dá resposta às mais recentes necessidades de instalação, como é a inclusão da televisão digital satélite à colectiva, reforçando assim o seu uso nas distribuições 5MHz - 2400 MHz.
A mistura da banda de MATV com a de FI realiza-se com um sistema de filtragem que garante a ausência de interferências entre os canais de ambas as bandas.
Através do comando PCT 4.0, Ref.7234 é possível a clonagem de configurações.
O novo processo de auto ajuste automático na Avant HD permite uma melhor adaptação aos sinais digitais

 

Indice

Bolsa intempérie H45


Com a mesma agilidade de sempre poderá agora conceder mais protecção ao seu H45 com a nova bolsa intempérie, Ref. 5995.

Um saco prático, robusto e versátil com abertura superior da
 

 

tampa  transparente com fecho de velcro de forma a poder abrir caso o deseje. Possui uma abertura frontal para as ligações da alimentação eléctrica, cabo coaxial e Scart também esta com fecho de velcro.
Os suportes para colocação do cinto de transporte não foram esquecidos de forma a manter

 

 
toda a agilidade na altura das medidas nas instalações

Indice

 

Pretendo sinal apenas da TDT. Tenho de me preocupar com o sinal analógico?
Se a direcção do emissor analógico for a mesma do sinal digital da tdt, e, caso não necessite do sinal analógico terá de ter alguns cuidados.
Ao amplificar o sinal da tdt poderá saturar o sinal analógico e consequentemente o sinal à entrada do receptor tdt MPEG4. Só conseguirá resolver o problema com amplificação separada do sinal da tdt e analógica

Indice

As visitas ao hdtv-tour.com não se têm resumido apenas aos profissionais. Outras entidades nos têm visitado como o caso desta tuna académica em Vila Real.

Um visitante do hdtv-tour.com em Vila Real não deixou em claro a descida do camião no alto do Marão e fez-nos chegar à assistenciatecnica@televes.com o seu testemunho 

 

 

Indice

 Internet para a Consola na Tomada Coaxial ?

As últimas inovações em consolas de vídeo jogos permitem o jogo em rede através de acesso à internet e fornecem uma qualidade gráfica à saída impensável há algum tempo. Nada como aproveitar o ecrã LCD ou plasma que está na sala para um descontraído jogo em rede. O problema poderá surgir na falta de acesso à Internet

 

neste local através de uma ligação RJ45.
Fácil de resolver! Utiliza-se um Kit adaptador ethernet coaxial, ref. 7664 que nos converte o sinal de pares de cobre em coaxial (1), convertendo-se novamente o sinal coaxial em pares de cobre para ligação à respectiva consola de vídeo jogos.
Este sistema utiliza a mesma rede de distribuição coaxial utilizada para fazer chegar o sinal RF aos respectivos televisores

 


Indice

Hotel Vila Galé Lagos

No passado dia 2 de Maio foi inaugurado o Hotel Vila Galé em Lagos. Este hotel conta com um sistema de recepção e processamento de sinais de TV que permite efectuar a posterior distribuição dos 4 c a n a i s t e r r e s t r e nacionais, 1 canal modulado, 7 canais livre de satélite e ainda 11 canais de operador (também via satélite), num total de 23 canais. Para tal, conta com uma recepção composta por um conjunto de antenas terrestres montadas numa torre, bem como com 2 antenas de satélite e ainda com uma cabeceira constituída por dois bastidores contendo os módulos T05 necessários para o processamento de canais terrestres (ref. 5179 – processador analógico/digital) e de satélite, tanto de canais livres (ref. 507905 – transmodulador QPSK-PAL) como de canais de operador (5000 – transmodulador QPSK-PAL com CAM). Esta solução, modular, permite que sejam acrescentadas funcionalidades que não estavam previstas à partida, continuando ainda assim a fornecer sinal de TV com a melhor qualidade possível, como de resto se impõe numa obra com o nível do Hotel Vila Galé. A instalação e configuração dos materiais e equipamentos foi realizada pela empresa ExtremeSat
   

Indice

 

Finalmente a Televisão Digital Terrestre Livre
Estão no ar as emissões digitais terrestres de televisão. São 15 os pontos de emissão que arrancaram em simultâneo, 13 no continente e 2 nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira, no passado dia 29 de Abril.
Compete à Televes, como líder de mercado e orientadora de tendências do mesmo, a tarefa de formar a sua rede de fiéis instaladores capacitando-os convenientemente para a resolução dos novos desafios que a
Televisão Digital Terrestre Livre (TDTL) lhes vai proporcionar.

Desafios que para além de estimulantes quanto às questões técnicas mais ou menos complexas que os envolvem, são oportunidades de negócio que todos os técnicos deverão agarrar com atitude profissional.
Alguns de vocês certamente que já têm conhecimento que a Televes tem em rota, em Portugal, um camião totalmente equipado e preparado para a recepção digital terrestre e satélite seja Definição Standard (SD) seja Alta Definição (HDTV). Entre em hdtvtour.com e acompanhe-nos no lançamento da TDTL em Portugal. Seja um dos pioneiros! Pelas actuais localizações dos emissores da TDTL e pelas inerentes preocupações que devemos ter na altura em que ajustamos um sistema de recepção digital terrestre livre, alertamos desde já para as seguintes premissas base:
O Sinal Digital na desmodulação sofre processos abruptos de falha. Ou temos IMAGEM ou abruptamente temos ECRÃ NEGRO. Não existe a degradação gradual como na tecnologia analógica.
Pelo anterior está claramente justificado que nunca saberemos a que distância estará a falha se não utilizarmos um Medidor de Campo capaz de aferir:
BER, Bit Error Rate – Relação entre quantidade de bits errados durante um período de tempo e a quantidade total de bits transmitidos nesse mesmo período de tempo. No caso das transmissões dos sinais digitais terrestres em que o modo de modulação utilizado é o COFDM a medida de BER pode ser

 

efectuada em dois diferentes estágios da desmodulação/ descompressão.
À medida BER efectuada antes do circuito de correcção Viterbi, dá-se o nome de CBER e nesse não se deverão admitir valores de erro superiores a 1x10-5. À medida BER efectuada depois do circuito de correcção Viterbi, dá-se o nome de VBER e nesse caso não serão de admitir valores inferiores a 1x10-6.
Uma vez que a medida CBER reage muito mais rapidamente às reais variações da qualidade do sinal digital aconselha-se claramente esta medida em detrimento da VBER.

C/N – Relação Portadora Ruído. Este parâmetro indicanos a diferença em dB entre o valor da portadora que transporta o sinal digital e a base de ruído sobre a qual essa portadora se aloja.
Valores iguais ou superiores a 25 dB deverão ser conseguidos como forma de garantia de uma recepção digital perfeita.

 

MER – Relação do erro da modulação.
Este parâmetro caracteriza em dB a precisão dos vectores que modulam em Fase e Amplitude as portadoras COFDM. Deverão ser superados, para a modulação COFDM, valores de 22 dB.
A Emissão Digital Terrestre Livre nem sempre se processa nos mesmos locais onde hoje ocorrem as emissões dos Sinais Analógicos.
A Antena utilizada para a recepção analógica, apesar de responder em UHF pode não responder concretamente à banda V e mais propriamente aos canais das Emissões Digitais Terrestres Livres. (ver canais de emissão abaixo no quadro). Este facto pode originar a necessidade de instalação de uma segunda antena de recepção, se o cliente optar pelas recepções analógica e digital em simultâneo.
Claramente pelo menos duas soluções individuais se identificam como de aplicação típica para a maioria dos sistemas de recepção Simulcast. – Recepções Analógica e Digital em simultâneo.

Indice

Televes
Televes Televes