Televes Televes
Televes
Language: en | fr | it | pl | pt | es
Televes
Televes
Televes
Televes

Informa 55 (Abril 2013)

AttachmentSize
info-55-pt.pdf2.97 MB
Fecha: 
04/2013

  Sumário:

  • Informação geral: Ciclo de seminários e apresentação do novo catálogo +
  • Televes no mundo: Feria de CABSAT (Dubai) +
  • Última hora: Decisão da evolução da rede TDT em Portugal +
  • Fotos curiosas: Realidade! LTE e a sua interferência +
  • Falando de...: Arantia. Damos a cada cliente uma solução à medida das suas necesidades +
  • Sabia que...: Televes foi pioneira mundial na montagem superficial de componentes (SMD)? +
  • Formação: Remultiplagem +
  • Dica: Rede redundante de serviços de televisão de CATV e TDT +
  • Instalação real: Herdade do Carvalhal - Urra +
  • Novos produtos: Q-BOSS. Converta a sua Antena com Inteligência perante o LTE +

 

 PARTICIPE no ciclo de seminários e apresentação do novo Catálogo 2013/2014


A Televés promove durante o próximo mês de Maio um ciclo de seminários que irão decorrer ao longo do País centra­dos na apresentação do novo Catálogo 2013/2014.

Paralelamente teremos presente nestes se­minários uma unidade móvel onde poderá testar a mais recente tecnologia disponível em redes de cabo coaxial e fibra óptica, as­sim como as suas respectivas medidas.

Os eventos são destinados aos intervenien­tes e actores do meio de telecomunicações como sendo os Projectistas, Instaladores e Distribuidores de material eléctrico.

Os interessados devem registar-se em www.televes.com para participar numa das acções  

Index

Decisão da evolução da rede TDT em Portugal


Em Agosto do ano passado, e face às sucessivas interferências entre emisso­res, que impediam o acesso ao sinal da TDT por períodos demasiados longos, a Televés no INFO 51 indagava que era imperativo que as emissões dos canais 42, 46 e 49 se deveriam manter indefi­nidamente, para descano do utilizador final.

Após sucessivas queixas da população, a ANACOM decidiu recentemente rea­lizar uma consulta pública sobre a pro­blemática deste mau funcionamento da rede TDT, deliberando no passado mês de Março alterações significativas da rede TDT portuguesa, que passará por:

  • Integração definitiva do Canal 42 (Monte da Virgem), Canal 46 (Lousá) e Canal 49 (Montejunto) na rede TDT e criação de pequenas redes de fre­quência única (SFN), com base nes­tes três emissores principais;
  • Proceder à instalação de novos emis­sores principais pelo território, utili­zando frequências já previstas (ver mapa), criando-se também peque­nas redes de frequência única (SFN);
  • Nas zonas cobertas pelas referidas redes de frequência única (SFN), dar-se-á posteriormente o desligamento dos emissores do canal 56;

Resumindo, a configuração da nova rede TDT irá evoluir para uma rede de multifrequência (MFN) constituída por pequenas redes de frequência única (MFN de SFN)  

Index

 

CabSat - Dubai 12-14 de mazço


 

CABSAT é um ponto de encontro dos principais agentes dos mercados, e, sen­do uma ocasião impar para a Televes Corporation apresentar as novidades tecnológicas desenvolvidas pelas suas diferentes marcas. Como referência do mercado e de um grupo multinacional com um fluxo contínuo de novidades de produto, trata-se de uma plataforma perfeita. A experiência que a Televés pos­sui em participações anteriores na feira de CABSAT dá-nos confiança e fazemos desde já uma avaliação muito positiva do ponto de vista comercial”; assim o qualifica David Goldar, gerente da Tele­ves Middle East, quanto à presença da Televés na Cabsat2013.

A Televés demonstrou a sua capacidade para o desenvolvimento tecnológico que se estende a outros nichos de mercado, como o caso do IPTV, tecnologias digitais aplicadas à segurança e à saúde (Hospi­tal Digital).

Apresentou-se a nova geração de medi­dores de campo H60 LTE Ready com con­trolo remoto e a nova geração CoaxData que oferece ligações de alta velocidade utilizando apenas a cablagem já existen­te nos edifícios (1Gb e 1.012 pontos de acesso sobre a rede coaxial).

 

A TRedess deu a conhecer as suas so­luções de videovigilância sobre IP, com CWS Watermarking e Real Time Location (RTLS), e, também a Medicare, solução à medida para o sector da saúde que per­mite integrar num único terminal vários serviços médicos e simultaneamente ser­viços de entretenimento e comunicação para o paciente.

A Arantia, apresentou a sua nova set­-top-box Chronos, que oferece uma maior agilidade na navegação pelos ca­nais de televisão di­fundidos por IP.  

 

Índice

   

FOTOS CURIOSAS

 

 

Realidade! LTE e a sua interferência

 

Por vezes a criatividade nem sempre tem os melhores resultados. Sem saber, o instalador construiu uma “verdadeira antena para o LTE” e ampliou o efeito da sua interferência.

Nem o cabo coaxial T100 Plus pode evitar interferências perante descontinuidades da blindagem no passivo. O instalador desta vez entendeu que  “do trabalho e experiência, aprendeu o Homem a ciência” 
 

Índice

 

 “Damos a cada cliente uma solução à medida das suas necesidades”


 Entrevista com: Orestes García
Gerente de Arantia

 

Arantia é uma empresa do grupo Televés Corporation que se especializou no de­senvolvimento de equipamentos e solu­ções de software para televisão sobre IP (IPTV). A empresa fornece uma alta com­ponente em I+D+i, focada no desenvolvi­mento de produtos e serviços inovadores orientados principalmente ao sector Hospitality. Orestes Garcia, director geral da empresa assinala a confiança, robustez e flexibilidade como valores de marca e antecipa uma importante renovação do catálogo de produtos.

Como descreve os valores que definem a Arantia?

A Arantia é diferente porque as pessoas que integram a empresa “fazem diferen­te”. O maior valor da empresa é sem dú­vida alguma o capital humano. A nossa empresa é formada pelas pessoas que são os verdadeiros artífices da evolução positiva da Arantia nestes últimos anos. O equipamento é o que fornece dinamismo e agilidade que permitem uma adaptação rápida às alterações tecnológicas, inovan­do para melhor os produtos e serviços, num ambiente altamente competitivo e desafiante como o que se está a viver de momento. Este grau de compromisso do pessoal da Arantia e a sua total implicação nos objectivos da empresa são os nossos sinais de identidade.

Que sinergias funcionam melhor com a Televés Corporation?

O facto de pertencer a um grupo empre­sarial como a Televés dá inúmeras vanta­gens a todos aqueles a que a ele perten­cem, e a todas as outras empresas que o grupo constitui. Do ponto de vista comer­cial, a presença em mercados nacionais como internacionais permite-nos estar próximos, conhecer em primeira mão as necessidades e expectativas dos nossos clientes para assim desenvolver soluções que aumentam a sua satisfação. Do ponto de vista industrial, a experiência da Tele­vés como fabricante e o seu standard de qualidade internacionalmente reconheci­da constitui avales sólidos que garantem a materialização de qualquer desenvolvi­mento de produto em Arantia.

Que peso tem e a que mercados interna­cionais entram no objectivo para os pró­ximos anos?

Estamos perante uma situação de merca­do difícil, consequência do cenário econó­mico, que nos obriga a não perder opor­tunidades e continuar a expansão para outros países.

A aposta passará por novos produtos ou tecnologias?

Este ano é para nós especial, visto que estamos a renovar praticamente todo o nosso catálogo. Em IPTV destacaria dois produtos: a nova set-top-box HD Chro­nos, com desenho e fabricação nossa, e, cujas características se podem resumir em três: rapidez, potência e reduzidas dimensões. O outro produto que destaco é o novo Arantia.TV, um middleware com novo interface gráfico que melhora consi­deravelmente a experiência do utilizador.

Estará em fase de lançamento comercial este ano uma nova linha de produtos, o Arantia.DS, uma solução de digital sig­nage cliente/servidor, desenvolvido por Arantia que se caracteriza pela utilização da STB Chronos como player, podendo-se assim apresentar conteúdos de sinaliza­ção digital como vídeos ou programas de televisão procedentes de uma central de cabeça IPTV.

Destacaria algum projecto recente?

Às instalações hoteleiras, e com recentes referências destaco o ME Meliá de Lon­dres, o Hotel Sardinero em Santander, o Hotel So White no Chipre ou o Cristal Be­ach Resort nas Ilhas Maurícias, juntando instalações em edifícios públicos como o aeroporto de Catumbela em Angola. A lista de projectos e instalações que de­senvolvemos é longa, e, a característica comum em todos eles é que não existem dois iguais. Cada cliente requer uma so­lução à medida das suas necessidades, o qual complica muito o trabalho do dia­-a-dia, acabando por contribuir de certa forma que a Arantia marque a diferença perante a concorrência  

Índice

  

 ...Televes foi pioneira mundial na montagem superficial de componentes (SMD)?

A utilização na Televes de componentes de montagem superficial (SMD) remonta ao princípio dos anos 80. A MS72 da Siemens coloca­va até 2.200 componentes por hora no ano de 1983.

A evolução tecnológica destes robots contribui que em 1992 a capa­cidade aumentasse até aos 6.000 componentes por hora. A partir de então, este processo passou a fazer-se através da utilização de duas máquinas que se complementavam em função do tipo de compo­nentes a colocar. Em 1998 os modelos da época já alcançavam os 24.000 componentes por hora. Actualmente, e com a utilização de modelos como a CA4 e a SX2 da Siemens, chegam-se aos alucinantes números de 100.000 componentes por hora.

A adopção deste modelo produtivo, contribui com que a Televés alcançasse 30 anos de experiência tecnológica de vanguarda que se reflecte actualmente na qualidade dos dispositivos que fabrica  

Index

 

 

Remultiplagem

 A escolha de boquet com conjuntos de multiplex’s de servicos atrativos 
para o utilizador adquir uma nova dimensão graças a esta técnica 


Numa central de cabeça com serviços de transmodulação, a multiplexagem é uma referência à capacidade de um dispositivo para gerar à saída conteúdos provenientes de transponders de satélites distintos.

Até agora, os serviços que se encontravam num multiplex COFDM ou QAM eram prove­nientes de um único transponder DVBS/S2.

Os transmoduladores ref.564201 e ref.564101 são módulos T.0X com capaci­dade de remultiplexagem, com saídas em COFDM ou QAM respectivamente.

Do ponto de vista da instalação, estes trans­moduladores optimizam a ocupação es­pectral já que a ocupação dos multiplex é feita apenas com serviços desejados.

Esta vantagem não só significa um melhor aproveitamento do espectro, mas também um maior rendimento energético: mais ser­viços com menor consumo eléctrico.

Apesar de se poder processar sinais até três transponders distintos, a utilização de duas entradas pressupõe que pelo menos duas delas se realizem com a utilização da mesma banda e polaridade (mesma saída do LNB). Este detalhe é importante aquando da pla­nificação do mapa de canais e serviços.

Parte ou a totalidade dos serviços podem ser desencriptados na CAM, podendo-se as­sim à saída ter canais livres ou codificados ou simultaneamente dos dois tipos.

Os transmoduladores T0.X possuem ainda outras mais-valias de extrema utilidade às quais se destacam:

Edição do SID (Service Identifier) que permi­te alterações da programação dos conteú­dos no multiplex sem ter que se voltar a sin­tonizar os televisores ou STB da instalação.

Edição do PID (Package Identifier) para eli­minação selectiva de algum dos serviços por forma à CAM não ficar “sobrecarregada” na eventualidade de desencriptar mais de um serviço 

 

Índice

 

Rede redundante de serviços de televisão de CATV e TDT 


 

Quer por interrupções momentâneas de ser­viço fornecido pelo operador de cabo ou sim­plesmente pela maior qualidade do serviço TDT disponibilizado, visto tratar-se de um ser­viço digital face ao analógico apresentado pe­los operadores, muitos são os clientes que pre­tenderiam ter ambos os serviços disponíveis nas tomadas sem ter de efectuar comutações de cabos à entrada.

Disponibilizar o serviço de TDT e CATV em to­das as tomadas é possível, no entanto ter-se-á que ter cuidados redobrados na sua combi­nação por forma a não se perder qualidade de sinal, num ou até nos dois serviços após mis­tura.

Para tal ter-se-á de ter a certeza que o espec­to do sinal TDT está ausente de ruído. Com a utilização de um amplificador de mastro mo­nocanal ref.5353 ajustado ao canal 56 da TDT, tem-se esta primeira premissa.

Posteriormente ter-se-á também de ter a ga­rantia que o espectro do canal 56 do operador está limpo. Processo de fácil resolução utilizan­do um filtro 4162 devidamente ajustado ao canal 56 de forma a garantir uma atenuação mínima de 40dB. Esta etapa é de extrema im­portância, pois para além de preparar o espec­tro para receber TDT, garante que o sinal mis­turado do canal 56 não retorna para a rede do operador.

Posto isto bastará combinar os dois serviços devidamente filtrados, utilizando um reparti­dor ref.543502 invertido, isto é, ligando os dois cabos de entrada às saídas do repartidor e a en­trada do mesmo à rede de distribuição  

Índice

 

HERDADE DO CARVALHAL - URRA


 

A Herdade do Carvalhal encontra-se em Urra, na região vitivi­nícola de Portalegre, para além da actividade principal, a viti­vinicultura, contará também em breve com serviço de turismo habitação e agro turismo. Para comodidade dos seus hospedes, as casas destinadas a turismo e a casa principal estão servidas com um sistema TV com aproximadamente de 20 programas de televisão.

A recepção é feita pelas já habituais antenas DAT HD Boss, ref.149501, Antena FM Circular, ref.1201 e o conjunto Antena 850 QSD, ref.7903 e Suporte multi-satélite, ref.790901 para os satélites Astra 19.2ºE e Hotbird 13.0ºE.

A Central de cabeça, instalada no bastidor existente é composta pelo sistema de Amplificação Monocanal T.12 compatível com LTE, para a filtragem e amplificação da TDT e 3 Transmodulado­res DVBS/S2-COFDM T.0X para os cerca de 15 programas digitais gratuitos de satélite.

A rede de distribuição é gerida pelo painel Multi ATI, ref. 5757 localizado no bastidor que inteliga as tomadas da casa principal e os ATIs das restantes casas. Dada a distância a uma das casas, com cerca de 300 metros, a ligação foi feita em Cabo Coaxial TR-165 ITED2, ref.214901 e reamplificada com duas centrais de li­nha microkom, ref. 536702.

A Herdade conta ainda com um edifício destinado à área agrí­cola, e dada a distância elevada à casa principal, está equipada com um sistema individual de TDT e FM, sinais tratados por uma central de cabeça AVANT 3, ref. 532701 

Índice

 



 DISPOSITIVO INTELIGENTE


 

Converta a sua Antena 
com Inteligência perante o LTE

O único dispositivo com filtragam LTE que
transforma qualquer antena passiva numa antena inteligente, 
ajustando automaticamente o sinal ao nível correcto.

Índice

 

Televes
Televes Televes