Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

0323-2013

Ensaios ITED2 e a escolha de uma Tomada coaxial com qualidade

Apesar do ITED2 estar já em vigor desde 2010 ainda surgem algumas dúvidas quanto aos ensaios obrigatórios a realizar nas redes de SMATV e CATV.

Descri√ß√£o: 

Ensaios CATV

De acordo com o Manual ITED2, deve ser cumprida a Classe de ligação TCD-C-H para as frequências de teste de 60, 90 e 750MHz e medidas as atenuações entre as tomadas coaxiais e o secundário do RG-CC, para insta­lações colectivas ou RC-CC para o caso indi­vidual.

O procedimento é relativamente simples bas­tando calibrar inicialmente o Gerador de ruí­do com o Medidor de Campo através de um chicote de 0.5m de comprimento no mínimo e registar o nível de sinal às frequências aci­ma indicadas. De seguida, de forma análoga proceder-se-á à medida do nível de sinal na totalidade das tomadas da instalação. Para se obter a atenuação pretendida para CATV, basta subtrair ao nível de sinal de saída do gerador ao nível de sinal à saída das tomadas testadas.

Na maioria das instalações o processo é transparente já que é pouco provável a ne­cessidade de instalação de amplificação de linha. Mas nas instalações com necessidade dos mesmos, estes funcionam na via directa entre os 88 e os 862MHz e na via de retorno entre os 5 e os 65MHz. Após reflexão chega-se facilmente à conclusão que no ensaio ITED2 para CATV só é possível medir os 90MHz e os 750 MHz na via directa. E os 60MHz? Como se mede este valor de atenuação?

Na presença desta situação ter-se-á que co­locar o Gerador de ruído junto às tomadas e a medida é efectuada junto à “entrada” de sinal já que a bidireccionalidade da rede deve ser garantida segundo o manual ITED2. Mais que testar a via de retorno os amplificadores CATV também têm de ser ajustados na via de retorno de forma análoga ao realizado na via directa.

 

Ensaios SMATV

Na rede de SMATV ter-se-ão que medir e registar na totalidade das tomadas da insta­lação os níveis de sinal, C/N e BER dos sinais presentes na instalação que em grande parte das situações se resume ao sinal TDT e ao sinal FM. Apesar de ser um processo simples de realizar, o sinal de FM é muita das vezes esquecido. Basta criar uma memória no Medidor de Campo com a frequência de um sinal de rádio na zona juntando numa Macro com a memória criada para o sinal TDT. O(s) sistema(s) de amplificação terão de ser ajusta­dos antecipadamente de acordo com a infor­mação existente no Projecto.

 

 

 

De referir que no anexo B do Manual ITED é referido o procedimento a ter-se no caso de falha dos ensaios das redes coaxiais, CATV e SMATV o qual consiste na análise das curvas de resposta da rede de distribuição, para as faixas de frequências de 5-862MHz e 950-2150MHz.

Os valores para as tomadas +F e –F, medi­dos para as bandas 5 aos 862MHz e 950 aos 2150MHz, serão registados no medidor de campo, o que vem aqui mais uma vez re­forçar a obrigatoriedade de instalação de tomadas com saída de satélite disponível para ITED2.

Tomadas Coaxiais

A tomada coaxial é parte integrante da insta­lação. Com alguma frequência encontram-se instalações ITED2 cujas tomadas instaladas que não permitem a passagem de parte de bandas necessárias ou simplesmente aquan­do dos ensaios, estes são efectuados com li­gação aos terminais errados.

A escolha da tomada coaxial é fundamen­tal neste processo assim como saber-se que sinais estão disponíveis em cada um dos co­nectores de saída. Esta deverá dar as seguin­tes garantias:

  • Garantia ao Projectista quanto à qualida­de do produto prescrito e desempenho das funções para aquilo a que se destina;
  • Facilidade e rapidez no processo de insta­lação;
  • Permitir um Ensaio de funcionalidade (ITED2) simples e rápido sem necessidade de aplicação acessórios externos para medição de frequências distintas;
  • Capacidade de adequada filtragem entre bandas/saídas, permitindo um correcto fun­cionamento dos equipamentos interligados;
  • Compatibilidade com a grande maioria dos espelhos do mercado eléctrico existente;
  • Facilidade de encontrar material de repo­sição/substituição futura;
  • Assessoria técnica sempre disponível.

Certamente que não será fácil encontrar uma marca para além da Televés que reúna a totalidade das premissas acima enuncia­das na escolha de uma tomada coaxial.

A Tomada Separadora TV/FM-SAT, ref.5226 é uma das tomadas válidas para ITED2 e pa­ralelemente uma das tomadas separadoras mais vendidas para instalações de reposição onde aqui a única obrigatoriedade exigida é a funcionalidade. Possui dois conectores para interligação de equipamentos, onde o conector TV/FM obter-se todos os sinais entre os 5MHz e os 862MHz, e no conector SAT dos 950MHz aos 2150MHz.

A Tomada Separadora TV-FM-DADOS/SAT Global, ref.5250 é uma tomada desenvolvida especificamente para ITED2, onde a mesma tomada é funcional simultaneamente para serviços de TDT, FM, Satélite, e serviços de operadores por cabo. Todos os ensaios ne­cessários para ITED2 são realizados ape­nas num único conector. Tem uma rejeição do sinal de satélite e dados para TV supe­rior a 70dB conferindo-lhe uma qualidade impar quanto a possíveis interferências entre equipamentos.

Os ensaios necessários para ITED2 não são mais do que atestar o cumprimento das ate­nuações da instalação, não garantindo de todo se uma tomada coaxial é vulnerável a introduzir ruídos quando distintos equipa­mentos a ela estão conectados   

Televes
Televes Televes