Televes Televes
Televes
Language: en | fr | de | it | pl | pt | ru | es | en-us
Televes
Televes
Televes
Televes

2006-004 pt

Na coluna 2141 ITED !

Descrição: 

Em muitas colunas montantes de edifícios, para a rede de Cabo Coaxial é habitualmente recomendado o cabo tipo RG11 para a realização das ligações entre o Repartidor Geral (RG-CC) e as caixas de derivação das colunas montantes.

Esta prática, embora seja por vezes necessária, não é a mais adequada à maior parte das situações e a escolha deste cabo como meio de ligação entre as caixas de derivação da coluna montante deve obedecer uma opção criteriosa.
Para avaliar até que ponto é aconselhável a utilização de cabo tipo RG11 ou, em alternativa, se deve utilizar cabo tipo RG6, calculou-se os valores de atenuação para uma coluna de SMATV (Figura 1), realizada recorren do a cabo TR165 ITED (ref 2149v01), com dimensões equivalentes a RG11, e recorrendo a cabo T100 ITED (ref 2141v02), de dimensões equivalentes a RG6, tendo sido obtidos os valores do Cuadro1.

Como nota, é de realçar que a terminologia RG contempla cabos que podem não ser adequados para instalações ITED, e, por conseguinte, é aconselhável grande prudência, uma vez que se podem encontrar cabos de características eléctricas muito variáveis (IT nº13 - Abril de 2006). Devido a isso, optou-se pela utilização dos cabos 2141v02 e 2149v01, dos quais conhecemos com exactidão o cumprimento integral com as especificações ITED.

Como se pode ver, a maior diferença entre a coluna (com 30 metros de comprimento para um edifício de 10 pisos) de cabo TR165 e a de cabo T100 é de apenas de 1,3 dB para NQ2a e de 2dB para instalações NQ2b.
Não se pode , também, desprezar o facto de os raios de curvatura praticáveis e recomendados para os cabos coaxiais terem que ser 10 vezes o diâmetro exterior do cabo, o que implica caixas de coluna maiores para o cabo tipo TR165. De facto, enquanto o cabo T100, na maior parte dos casos apenas necessita de caixas do tipo C1 para as caixas de derivação da coluna montante, o cabo TR165, por ter um diâmetro 53% maior, implica, geralmente, caixas do tipo C2 para se poderem respeitar os raios mínimos de curvatura recomendados.

Adicionalmente, deve realçar-se o facto de ser muito mais simples e rápido passar o cabo e colocar as fichas no caso do cabo T100 do que no caso do cabo TR 165, o que não se deve desprezar, devido ao elevado custo actual da mão-de-obra.

Finalmente, verificamos que o custo de coluna construída com cabo TR165 custa 80% mais do que a coluna de cabo T100, devido não só ao custo do cabo em si como também à significativa diferença de preço entre as fichas para cada cabo.
Por outro lado, é possível recorrer à tecnologia easyF (apenas disponível para o cabo T100), conseguindo reduzir ainda mais os custos, uma vez que não é necessário usar fichas e o tempo de ligação de um dispositivo com esta conéctica é inferior ao necessário para colocar fichas no cabo.

Por tudo isto, a utilização de cabo RG11 em colunas montantes deve ser uma opção tomada apenas quando é realmente necessário usar um cabo de baixas perdas. Tais situações, no entanto, são muito mais frequentes quando é necessário colocar grandes distâncias de cabo, situações típicas na distribuição de sinal em urbanizações e aldeamentos.

Televes
Televes Televes