The wishlist name can't be left blank

Documentação

A documentação mais completa e actualizada dos nossos produtos e serviços disponíveis para visualização e download. Seleccione uma categoria para iniciar a pesquisa.

InfoTeleves 74 (Junho 2016)

Informaçao geral

O perfil tecnológico da televés volta a ocupar um lugar de destaque em angacom

A feira alemã ANGACOM é sempre um evento especial para a Televés, sendo uma extraordinária oportunidade para mostrar a sua capacidade de proximidade com o cliente, propondo-lhe a melhor tecnologia.

Assim sendo, este ano o perfil inovador da empresa sairá especialmente reforçado com a apresentação de duas novidades. A primeira será a nova antena DAT BOSS TForce. Se em 2010 a Televés estabeleceu um marco importante ao dotar os equipamentos de recepção digital com tecnologia inteligente BOSS Tech, desta vez o salto é ainda maior. A nova antena incorpora circuitos TForce, os primeiros desenvolvidos com tecnologia MMIC (Monolithic Microwave Integrated Cirtuits). Esta tecnologia permite um salto qualitativo na miniaturização dos componentes, e permite aos designers uma liberdade máxima na altura de definir as especificações dos equipamentos. Aplicada à nova antena, proporciona-se uma gama dinâmica de recepção até agora desconhecida, assegurando-se qualidade do sinal de saída por mais difícil que sejam as condições de recepção.

Criamos um novo degrau tecnológico com a DAT BOSS TForce, a primera antena
com componentes MMIC desenhados e fabricados pela Televés

A segunda grande novidade é a gama de medidores de campo MosaiQ6, que permitem a configuração simultânea até seis ecrãs distintos em tempo real. Este novo modelo confirma a aposta da Televés em equipamentos portáteis, mercado que já estabeleceu um marco em 2008 com a integração do processamento digital na gama H Series.

Na rede de distribuição de sinais e completando o êxito da série T.0X, apresentam-se os transmoduladores compactos HEXA, que podem alojar até seis transponders de satélite noutros tantos canais QAM independentes. Igualmente, dar-se-ão a conhecer novas referências da gama NevoSwitch e soluções para os cenários de futuro que prevêem uma

Televes no mundo

MedPi (Mónaco), NAB Show (Las Vegas, EE.UU.) e Evolving Connectivity - CAI (Birmingham, Reino Unido)

MedPi
(Mónaco) 17-20 Maio

 
 

A Televés apresentou o CareLife, um sistema integral que tem por objectivo o cuidado e a melhoria da qualidade de vida dos idosos e de pessoas dependentes, numa perspectiva do fomento do envelhecimento activo e saudável.

 

NAB Show
(Las Vegas, EE.UU.) 18-21 Abril

 

A Televés centrou a sua participação nas soluções para a integração de televisão e dados em redes de alto débito, com a apresentação de produtos FibreData para as arquitecturas GPON. O mercado americano acolheu com agrado a gama de encoders e moduladores para T.0X com transcoders 8VSB, antenas inteligentes para TDT e os medidores H60 e H30D3.

 

Evolving Connectivity (CAI)
(Birmingham, Reino Unido) 27 Abril

 

Um dos principais eventos do mercado britânico para o sector da distribuição de serviços de televisão. Um cenário perfeito para a apresentação das soluções de Hospitalidade da Televés para a integração da televisão por TDT, satélite, cabo, IPTV, OTT e VOD, assim como serviços de Sinalização Digital 

Perguntas frequentes

Como escolher a ONT correcta?

OPINIÃO DO ESPECIALISTA 

A Televés dispõe de uma gama completa de terminais de utilizador ópticos (ONT) em função do interface de ligação específico de acordo com a sua finalidade. Na tabela podem-se analisar todas as possibilidades: 

Ref. Descrição

b/g/n           ac

769507 ONU BASIC 1xGbE 1 0 0 0 0 0
769508 ONU STANDARD 1xGbE + RF 1 0 0 1 0 0
769501 ONT OFFICE 4xGbE + 2xFXS + 2xUSB + WLAN 4 2 2 0 1 0
769506 ONT OFFICE AC 4xGbE + 2xFXS + 2xUSB + WLAN ac 4 2 2 0 0 1
769502 ONT HOME 4xGbE + 2xFXS + 2xUSB + RF + WLAN 4 2 2 1 1 0
769504 ONT HOME AC 4xGbE + 2xFXS + 2xUSB + RF + WLAN ac 4 2 2 1 0 1

 

Fotos curiosas

Suporte “truss” com uma torre

Aplicação original de lanço de torre Televés através de dois suportes em “L” numa estrutura tipo “truss” para sustentar iluminação e outros tipos de equipamentos para mostruário ou aplicação real

Novas tecnologías

TForce, o início de uma nova era

O primeiro componente fabricado pela Televés com tecnologia MMIC abre um imenso campo de possibilidades, ao superar as limitações da tecnologia do silício.


Com este modo, que é o implementado nos multiswitch, os utilizadores têm uma flexibilidade absoluta. Cada umo deles pode aceder a qualquer programa satélite, independentemente do comportamento dos restantes utilizadores, através de um único cabo como exemplificado na Figura 2

TForce é o nome da tecnologia Televés para desenhar, fabricar e montar componentes MMIC. Com esta tecnologia, que está ao alcance de muito poucos, a empresa dá um salto qualitativo que lhe permitirá desenvolver uma nova geração de produtos sem fronteiras para a criatividade dos designers.

O MMIC (Monolithic Microwave Integrated Circuits) supera as limitações dos microchips de silício e dá abertura a uma nova era no desenho de componentes electrónicos, ao permitir a obtenção de circuitos integrados que operam na banda de frequência das microondas. Estes circuitos em que o fabrico é constituído à base de compostos de semiconductores como o Arsianeto de Gálio (GaAs), reduzem o seu tamanho drasticamente, até dimensões entre os 1 e 10 mm2.

O fabrico de componentes com esta tecnologia colocou uma fasquia elevada não só de um ponto de vista do desenvolvimento, mas também pelas altas exigências implicadas no processo de fabrico. São necessários sistemas de visão e de inserção de componentes extraordinariamente precisos, capazes de funcionar com valores espaciais inferiores a 5 micrómetros e temporais inferiores de 100 milisegundos. Para além disso é necessário um controlo extremo dos parâmetros de temperatura e humidade ambiente no processo de montagem das placas de circuito impresso.
O TForce permite à Televés entrar numa nova dimensão, na qual é anulada a dependência aos fabricantes de microchips, e consequentemente, a limitação já não depende com a oferta de componentes no mercado, mas sim com a própria capacidade dos engenheiros e designers da empresa em imaginar dispositivos com determinadas especificações que muito poucos poderão ao dia de hoje igualar.

A facilidade em desenhar, fabricar e montar os seus próprios circuitos integrados, a tecnologia MMIC reforçará o processo de diversificação da organização Televés, que desenvolverá produtos tecnologicamente avançados e inovadores para sectores muito competitivos e exigentes como a Aeronáutica, Sanidade, Energia ou a Automação.

Continuar a progredir e a não existência de conformismos com os objectivos anteriormente alcançados, aceitando a responsabilidade do pioneirismo no avanço tecnológico é a  base da força que impulsionou a adopção da tecnologia MMIC. O lançamento dos primeiros produtos com a integração da tecnologia TForce da Televés demonstra a capacidade de todos os membros da organização em estar implicados num projecto que exigiu romper com os moldes estabelecidos, ir mais além, e dar passo numa nova era

Formação

A tecnologia dCSS: O futuro dos multiswitch

Uma solução que permite transmitir todos os programas através de um único cabo.

Com a tecnologia dCSS é possível distribuir por um único cabo coaxial as quatro polaridades de um satélite e cada utilizador tem a possibilidade de seleccionar o seu programa desejado. A Televés coloca no mercado 2 multiswitch da gama NevoSwitch capazes de incorporar esta tecnologia. Como o resto da gama NevoSwitch estes dois produtos são compactos, ampliáveis e construídos em zamak. Trata-se de multiswitch de 5 entradas (terrestre e as quatro polaridades satélite) e duas (ou quatro) saídas SCR (dCSS) que permitem introduzir até 16 Banda de utilizador (User Bands) em cada uma.

A figura 1 ilustra o funcionamento do dCSS. É composto por um elemento switch que realiza a selecção dos transponders de entrada provenientes de distintas bandas e polaridades (Polaridade de banda 1, 2, 3, 4), filtra-os, realiza a conversão de frequência e localiza-os em frequências de saída (UB ou Banda de Utilizador).

Fig.1: Funcionamento do dCSS

Esta selecção (mapeamento de frequências) pode realizar-se de duas formas distintas:

  • Estático: Tanto as frequências de entrada como as de saída são fixas.
  • Dinâmico: As frequências de saída são fixas e cada uma está atribuída a uma STB (banda de utilizador ou UB). A STB decide que frequência de entrada (Banda Ku) é seleccionada e converte-a para a sua banda de utilização. Esta selecção realiza-se através de comandos DiSEqC, desde a STB até ao dCSS. Actualmente existem dois protocolos diferentes de acordo com duas normativas distintas: EN50494 (SCRI) onde se definem 8 UBs e EN50607 (SCRII), até 32 UBs.

 

Fig.2: Exemplo de aplicação de um multiswitch dCSS.

Sabia que...

...a Televes já fabricava equipamentos de F.O. em 1985?

 

A Televés  assinou em Fevereiro de 1985 um acordo com a empresa dinamarquesa NKT para fabricar e distribuir de forma exclusiva equipamentos de distribuição de serviços de televisão por fibra óptica. Tratavam-se de equipamentos com um sistema desenhado por NKT com denominação DOCAT (Digital Optical CATV Trunk Network), pioneiros a nível mundial na combinação de dois meios de transmissão: a  fibra óptica e o cabo coaxial. Foi o inicio de uma tendência clara da Televés no desenvolvimento de tecnologias em redes de alta capacidade

Dica

Como compatibilizar uma instalação individual TVSAT com CoaxData

Nas instalações individuais de Televisão via Satélite é necessária a alimentação do LNB com tensões contínuas, impulso de 22kHz e protocolo DiSEqC. No entanto, estes sinais de controlo não passam pelos dispositivos CoaxData.

A solução consiste em utilizar dois injectores de corrente (ref.7450) onde um extrai a corrente contínua antes do CoaxData e o outro injecta-a seguir.

O esquema apresentado mostra uma instalação tipo onde devem instalar-se ambos os injectores para que os sinais de controlo de um LNB possam circular pela rede coaxial sem que CoaxData as interrompa

 

Instalação rea

A Seleção – Sport Hotel (Setúbal)

    

A Seleção – Sport Hotel com quartos que receberam os nomes de figuras do futebol como Vítor Baía, Germano, Humberto Coelho, Fernando Couto, Mário Coluna, Rui Costa, Cristiano Ronaldo, Paulo Futre, Eusébio, Deco, Ricardo Carvalho, Madger, Ricardinho, Peyroteo, Chalana, Luís Figo, João Vieira Pinto e Pauleta está igualmente equipado com qualidade. Um sistema de sinais de televisão da Televés.

Instalado na antiga Residencial Manteigadas em Setúbal, o proprietário, Jorge Franco espera que o hotel se torne um “porto de abrigo e ponto de encontro para os amantes da seleção”.

Para que não falte nenhum pormenor aos amantes do futebol estes poderão desfrutar de vários programas com qualidade digital difundidos através do sistema T.0X instalado e e sinal Internet através do sistema CoaxData.

Com esta obra emblemática não poderíamos deixar aqui uma mensagem de boa sorte à nossa seleção nesta próxima batalha que é o Euro2016 em França! 

Anúncio

Antena CampNova

 

Uma estadia no parque de campismo
com uma antena inteligente

 

 A tecnologia BOSS Tech (Balanced Output Signal System) está integrado na própria antena
Optimiza automaticamente a recepção, oferecendo sempre o melhor nível de sinal de saída de TV.